Reconheça um bom paver

Faça você mesmo os testes e saiba diferenciar produtos de qualidade
Com alguns testes básicos, você mesmo pode analisar algumas características dos blocos de concreto, para pavimentação ou alvenaria, e avaliar de modo geral a sua qualidade.
Saiba se você está comprando produtos de qualidade

Muitas dúvidas surgem na hora de comprar pavers ou blocos de concreto. Existem muitos fabricantes destes produtos no mercado, no entanto, infelizmente muitos não os fabricam de acordo com as normas brasileiras vigentes, causando assim, muito prejuízo aos consumidores devido à má qualidade que estes apresentam.

Muitas vezes, o produto de má qualidade apresenta inicialmente um preço mais barato do que um produto em conformidade com as normas. No entanto, na hora da aplicação dele em sua obra, esse material acaba tendo um desgaste muito maior, grande quantidade de peças quebradas, grande variedades dimensionais entre as peças o que dificulta no alinhamento e colocação, e este produto, inicialmente mais barato, acaba se tornando muito mais caro, ocasionando retrabalho e muitas vezes, tem que ser removido e substituído em curto prazo.

Portanto, é de suma importância que o material adquirido seja de boa qualidade para que exista durabilidade na sua obra, facilidade de aplicação e consequentemente, economia para o consumidor, sendo que uma obra bem executada com materiais normalizados, permanece durante muitas décadas em perfeitas condições.

Mas como analisar a qualidade do material a ser adquirido?

Para uma análise detalhada, o ideal é contatar um laboratório credenciado pelo Inmetro para a coleta dos produtos. Este laboratório irá analisar as amostras conforme prevêem as normas brasileiras, elaborando laudos dos ensaios realizados. No entanto, caso sua obra seja de pequeno porte e não seja de seu interesse o investimento num laudo técnico preciso, existem alguns procedimentos que podem ser adotados para uma análise superficial da qualidade dos produtos adquiridos.

Pensando nisso, a Maski dispôs alguns testes básicos, para que você mesmo possa analisar algumas características básicas dos blocos de concreto, para pavimentação ou alvenaria, avaliando assim de um modo geral, sua qualidade.

Você poderá analisar as peças de apenas um fabricante, ou comparar fabricantes distintos. No caso a seguir apresentado, coletamos três amostras de produtos fabricados pela Maski  e fizemos os testes, obtendo sempre, os resultados esperados por se tratar de produtos que atendem as normas brasileiras.

1. Teste da Absorção

Coloque algumas peças em uma superfície nivelada e derrame algumas gotas de água sobre os blocos. Caso a água não penetre, ou tenha certa dificuldade em penetrar, significa que esse produto foi bem compactado, o que indica que existe uma pequena quantidade de vazios dentro da peça, indicativo de resistência e alto consumo de cimento. Como pode ser observado na foto, os pavers MASKI não absorveram água, o que significa que está de acordo no quesito absorção.

Pode-se fazer também um outro teste, mergulhando as peças dentro da água; uma peça compacta irá produzir uma pequena quantidade de bolhas, também fato que se dá devido à pequena quantidade de vazios dentro do bloco.

O mesmo princípio da absorção pode ser observado em pavimentos prontos. Logo após uma chuva, observe a coloração das peças no local; um grande número de peças de coloração preta, indica peças com grande quantidade de vazios dentro, consequentemente, grandes diferenças de resistência. Logo após um sol, as peças compactadas secam e voltam à coloração normal e as menos adensadas, continuam encharcadas e permanecem úmidas por muito mais tempo.

2. Teste da Densidade

Um bom teste para conferir a qualidade de pavers é o da densidade do concreto. Escolha algumas peças do mesmo lote e confira suas massas. Meça a altura das peças com um paquímetro, régua ou trena. Calcule a área deste paver (largura x comprimento). Anote todos esses valores conforme mostraremos a seguir.

Peça Peso Altura Área
Peça 1 2,995 kg 0,060 m 0,02132 m²
Peça 2 2,935 kg 0,060 m 0,02132 m²
Peça 3 2,935 kg 0,060 m 0,02132 m²

Altura: Transforme de centímetros para metros dividindo por 100.
Exemplo de cálculo (peça 1): 6,00 cm / 100 = 0,06 m

Área = Largura x Comprimento do paver

Exemplo de cálculo (peça 1): Área: 20,7 cm x 10,3 cm = 213,21 cm².

Transforme para m² dividindo-se este valor encontrado por 10.000. Ou seja, 213,21 / 10.000 = 0,02132 m².

Faça isso para todas as suas amostras de pavers.

ATENÇÃO! Um paver considerado de boa qualidade, deve ter uma densidade maior que 2.200 kg/m³.

Para prosseguirmos com o cálculo, devemos ter então o peso (em kg), a altura (em metros) e a área das peças (em m²), conforme já anotado na tabela acima.

Peça 1 Peça 2 Peça 3
DC = 2302 kg/m³ DC = 2294 kg/m³ DC = 2294 kg/m³

Conforme podemos observar, todas as amostras de produtos da MASKI estão em conformidade no quesito densidade.

3. Teste das Arestas

Produtos com arestas bem definidas significam peças bem compactadas e de boa qualidade. Observe nas amostras de pavers da MASKI, o acabamento das peças inclusive na superfície do paver, além da pequena quantidade de rebarbas.

4. Teste das Medidas

Uma boa peça de concreto para pavimentação não deve ter variação maior que 5 mm na altura e de 3mm na largura das peças. As diferenças de tamanho prejudicam o alinhamento do paver dificultando assim o assentamento do produto.

Conforme mostrado no item de teste da densidade, as peças utilizadas para os testes da Maski possuem uma diferença de 1mm entre as 3 amostras.

5. Teste do Som

Pegue duas peças e bata um contra a outra. As peças compactas produzem sons mais estridentes (som metálico); peças porosas produzem sons suaves (sons chocos). Veja o vídeo ao lado e repare no som estridente das amostras de peças da MASKI. Estes pavers estão bem compactados e em conformidade com o teste do som. Ver vídeo